WebVR uma aventura ou um sonho arrojado para acessibilidade?

download

Por Jaqueline Viana, Colaboradora da Mundo 360º

Quem acompanha as novidades sobre VR (acrônimo de Virtual Reality, ou Realidade Virtual em tradução livre) talvez tenha entendido uma das estratégias da Google que usou de vários meios de comunicação digital para proclamar que o VR finalmente chegou para a Web em seu navegador – Google Chrome, porém disponível para ser utilizada com o uso de seus óculos de VR, o Daydream.

Mas a notícia foi oportuna para discorrer sobre o WebVR.

Contextualizando, essa plataforma, trata-se de uma API escrita em JavaScript que provê a experiência de VR em um navegador web com suporte também para os devices da Oculus Rift do Facebook, HTC da Vive, Gear da Samsung, HoloLens da Microsoft e/ou Cardboard/Daydream da Google.

Historicamente o projeto deste framework nasceu em 2014 com uma equipe do Mozilla e só no ano passado esse time foi unificado com outros integrantes da Google provendo aprimoramentos para a idealização lançando a sua primeira versão.

Para imergir virtualmente em um navegador web é necessário reunir dados sobre a posição do telefone e a orientação ou um controlador de entrada. Com esses dados, o browser tem a capacidade de oferecer experiências bastante ricas. Os usuários podem navegar para uma determinada página da Web, tocar em uma experiência WebVR e ter a opção de navegar com o dedo (do mouse no desktop) ou jogando o telefone em seu óculos de VR para abraçar uma experiência mais imersiva.

O mais interessante e conveniente a mencionar é que a WebVR permite que empresas e criadores de conteúdo se aprofundem no mundo da criação de experiências para VR sem ter que hospedá-las em um aplicativo nativo próprio para isso. Esta atualização para o Chrome não só permite que os Web sites hospedem vídeos que os utilizadores possam ver, mas também suporta a ativação de experiências completas, claro que com o emprego dos auriculares e o controlador do Daydream.

Para a comunidade de desenvolvimento, a API com seus respectivos navegadores compatíveis podem ter o download para desenvolvimento pelos links abaixo:

https://webvr.info/get-chrome/

  • Firefox:

https://nightly.mozilla.org/

  • Browser da Samsung para o Gear VR:

http://developer.samsung.com/internet#gearvr-overview

  • Para sites Mobile suportados para o Cardboard:

https://github.com/borismus/webvr-polyfill

Uma lista de sites que já utilizam WebVR são:

 

Embora a API ainda esteja em fase experimental, gerando a impressão de mais uma aventura tecnológica, programar para a Web pode ter um sentido muito mais simplificado tornando um produto de VR muito mais acessível não só para as empresas e sim para todos os interessados no mundo 360º.

Quer experenciar algo simples, porém útil? Acesse esse site desenvolvido em WebVR para aprender técnicas de respiração e meditação.

http://www.exhalevr.com/

Ou que tal ter dar uma volta panorâmica em Marte?

https://vizor.io/fthr/mars-panorama

Compre a revista Mundo360
Acompanhe a Mundo360 no Facebook e no Twitter.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s